santiagodecompostela_catedral
Viagens

Visitar Santiago de Compostela

Visitar Santiago de Compostela com crianças é o tema do post, mas esse é especial porque mesmo perdendo as contas das vezes que estivemos nessa cidade, dessa vez fomos na semana santa. Como Santiago tem um forte turismo religioso, conseguimos entender mais ainda a história, além de outro ponto interessante que foi ver a chegada de muitos peregrinos, vindos de várias partes, em pleno domingo de Páscoa!

Além de ficar perto do Porto onde moramos (2h30), uma das minhas melhores amigas mora lá. Adoramos viajar para a região da Galícia em qualquer estação do ano e nessa viagem, aproveitamos para conhecer mais duas cidades próximas de Santiago.

Tui, fronteira com Portugal

Saímos de Portugal na sexta feriado e no caminho almoçamos em Tui, colada mesmo na fronteira com Portugal (1h10 do Porto). Queríamos visitar o Castro de Santa Tegra, mas não deu tempo porque não queríamos chegar muito tarde em Santiago.

Tui é bem pequena e bonitinha. O restaurante que comemos é super agradável, se chama O Novo Cabalo Furado. Tem um terraço legal, por isso, vale a pena reservar antes para garantir. Tem variados pratos de peixe e de carne. Foi uma passada rápida onde incluímos o almoço, mas vale uma esticadinha maior.

Chegamos em Santiago final da tarde, só deu tempo de descarregar as malas e sair para aproveitar um pouco a noite, que fervilhava! A cidade estava com muita gente, como nos velhos tempos antes da pandemia.

Visita à cidade de Lugo

Na manhã seguinte, fomos passar o dia em Lugo que fica a uma hora e meia de Santiago. Confesso que esperava mais. Por outro lado, o que nos impressionou foi a largura das muralhas romanas (século III) que envolve a parte antiga da cidade. É possível andar por elas que mais parecem ruas de tão largas! Lugo surgiu também com os povos celtas, assim como outras partes da Galícia que tiveram a mesma origem. A cultura celta é bastante presente até hoje em toda Galícia, desde o misticismo cultuado através de suas histórias e magia, onde estão presentes o uso de vários símbolos, a música está presente com a gaita de fole, além de várias ruínas espalhadas pelo território galego.

A Páscoa em Santiago de Compostela e as procissões

Em Santiago vimos as procissões da semana santa e estar lá no domingo de Páscoa foi bem especial. Vimos muitos peregrinos terminando o famoso “caminho de Santiago” e lotando a praça do Obradoiro (em frente à catedral). Alguns de bicicletas e outro de pernas esticadas no chão orgulhosos do término do caminho. A cidade estava linda, lotada de gente e com um calorzinho de quase verão.

A procissão do domingo de Páscoa rodava as ruelas da parte antiga, enfeitando mais o cenário da cidade. Foi uma linda experiência. As crianças adoraram, além disso, ficaram bem curiosos com as procissões, as vestimentas e foi uma ótima oportunidade falar com elas sobre história e religião. No entanto, Santiago também tem parques belíssimos, onde você pode levá-los para brincar, fazer pic nic, curtir a cidade de uma forma mais bucólica. Inclusive tem aqueles trens turísticos com o roteiro só dos parques.

Aqui pode visualizar alguns vídeos dessa e de outras viagens.

A gastronomia é irresistível

Lá se come e se bebe muito bem! Dessa vez, conseguimos uma escapadinha à noite só nós os dois e fomos descobrir alguns lugares legais do “casco viejo”. Fomos a “Viñoteca Ventosela” que fica na badalada rua da Reiña e ainda rodamos algumas ruas curtindo o clima noturno da cidade. Porém, Santiago vive o dia e a noite. Caso consiga chegar antes do almoço espanhol (antes das 14) vale a pena a ída ao mercado, tomar vinho e buscar petiscos nos boxes. Tem ostras, embutidos, queijos, pães… No entanto, a cidade é bem servida de diversos restaurantes com a cozinha mediterrânea, mas também com boas carnes! Certamente, a prova gastronómica será inesquecível!

Ao visitar Santiago de Compostela, é fácil dar um pulo até A Coruña que tem praia e vale muito a pena a visita, a cidade é linda também.

No verão gostamos de ir às praias da região. Já acampamos em Baiona, mas todas as cidades de praia tem animação e uma boa estrutura tanto de camping, quanto de hotéis e pousadas. Além disso, ainda consegue saber um pouco da história visitando alguns monumentos nas cidades.

Olá, eu sou Fabíola, brasileira nascida em Recife / Pernambuco, moro atualmente em Portugal. Migrei para a cidade do Porto a primeira vez em 2001 onde vivi por quase 9 anos. Voltei pro Brasil com meu marido Leandro, tivemos dois filhos, Tomás (9), Melissa (5) e voltamos a viver no Porto em janeiro de 2019 para uma “segunda temporada”. Aqui você vai encontrar nossas aventuras da primeira vez que moramos em Portugal, e também histórias dessa nova fase. Bem vindo ao nosso cantinho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *